Campo Experimental

Campo Experimental

Apresentação

A unidade é voltada para a pesquisa, ensino e extensão. Conhecida como Campo Experimental, neste local é proporcionado o aprendizado prático aos acadêmicos de diversos cursos da USS.

Instalada em grande área que reproduz uma propriedade rural, situa-se a Fazenda Experimental, com instalações modernas e seguras para as práticas acadêmicas e espaço adequado ao desenvolvimento de estudos. Funciona anexa à Clínica-Escola do curso de Medicina Veterinária para animais de pequeno e grande porte, em que há atendimento clínico-veterinário e laboratorial aberto à comunidade, a preços populares.

O projeto de Equoterapia é outra atividade ali desenvolvida, por meio da Pró-Reitoria de Extensão Universitária, que tem como premissa o método terapêutico e educacional que utiliza o cavalo em uma abordagem multidisciplinar nas áreas de saúde e educação, na busca do desenvolvimento biopsicossocial de portadores de necessidades especiais.

Nas dependências do Campo Experimental há também os Laboratórios de Insetos Vetores, de Bionomia de Insetos, Biotério, Horto de Plantas Medicinais e Aromáticas do Projeto Folhas Vivas, Horto de Produtos Orgânicos e Pomar Cítrico.

O Biotério Central tem o objetivo de reproduzir e manter animais de laboratório destinados ao ensino e pesquisa na USS. A atividade experimental permite ao aluno o desenvolvimento prático dos temas abordados nas aulas teóricas, em instalações modernas que obedecem aos critérios exigidos para um ótimo desenvolvimento dos métodos científicos.

O Laboratório de Insetos Vetores desenvolve pesquisas relacionadas ao controle, diversidade, morfologia e taxonomia de insetos vetores. É utilizado na formação dos alunos como campo de pesquisa e busca também aplicar as técnicas desenvolvidas para prevenção, visando a melhoria da qualidade de vida da comunidade.

Com horto de espécies medicinais próprio, o projeto Folhas Vivas capacita e qualifica os alunos do curso de Farmácia com relação ao conhecimento e utilização das plantas medicinais e suas atividades terapêuticas. O projeto faz parte da grade curricular do curso de Farmácia, na disciplina Fitoterapia. Acadêmicos são responsáveis pelo acompanhamento das espécies, do plantio à coleta de amostras, que são levadas ao laboratório para desenvolvimento de trabalhos científicos ou produção de pomadas, xampus, cremes e derivados.

No horto são fabricados biofertilizantes e compostagem destinados à fertilização do solo dos canteiros. Para evitar o uso de defensivos agrícolas, o plantio das espécies se dá de forma intercalada com hortaliças.

Folhas Vivas é um projeto que ocorre também na área de educação ambiental, na promoção de oficinas de manipulação vegetal, secagem, armazenagem e higienização. Desenvolve ainda, trabalho de orientação à população sobre o uso devido de plantas medicinais.

Contato

(24) 2471-8398 / (24) 2471-8399.