Pesquisas

Pesquisas

A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-graduação é o setor da Universidade Severino Sombra responsável por implantar, acompanhar as políticas institucionais de investigação científica, tecnológica e inovação.

O Programa Institucional de Pesquisa - PIP da Universidade Severino Sombra possui mecanismos de incentivo e viabilização para o desenvolvimento de pesquisas em sua comunidade acadêmica, a partir de duas tônicas combinadas. A primeira, na qualificação do seu corpo docente em relação aos avanços científicos, tecnológicos e de inovação; no intercâmbio de conhecimento científico nacional e internacional e na formação de Projetos de Pesquisa. A segunda tem como público-alvo os estudantes de graduação e pós-graduação, para que complementem sua formação acadêmica e profissional com atividades de investigação científica, tecnológica e de inovação; mobilidade acadêmica e científica, mediante convênios com Universidades e instituições de pesquisa nacionais e internacionais; programas institucionais de bolsas PIBIC, PIBITI e PIBICTI Jr, além de participar dos programas do CNPq (PIBIC/ PIBITI), FAPERJ (PIBIC, PIBITI e Projetos Jovens Talentos para a ciência), e CAPES.

A USS tem Grupos de Pesquisa cadastrados no Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico (CNPq). Desses grupos, os professores e estudantes participam das grandes áreas do conhecimento, como Ciências da Saúde; Engenharias; Ciências Biológicas; Ciências Exatas e da Terra; Ciências Sociais e Aplicadas; Linguística, Letras e Artes; Ciências Humanas e Ciências Agrárias.

Os resultados destas atividades de investigação têm propiciado o aumento na produção científica dos professores pesquisadores e de seus orientados, inclusive acréscimo significativo de artigos publicados em livros e revistas científicas nacionais e internacionais e nas revistas eletrônicas da USS; aumento do número de projetos de pesquisas, contemplados com fomento externo, o que viabilizou a criação, ampliação, e reestruturação dos laboratórios de pesquisa nas mais diversas áreas do conhecimento e em sintonia com as linhas de pesquisa da instituição. Como inúmeros trabalhos têm dimensão educacional e social, tem ocorrido a articulação do ensino, pesquisa e extensão, com preocupação na responsabilidade social, o que se inclui a comunidade à nossa volta.

...

Colegiado de Pesquisas

O Colegiado de Pesquisa é um órgão que participa na definição das políticas de pesquisa da USS e dos critérios de avaliação de projetos e pesquisadores. Ele é formado por docentes das diferentes Pró-Reitorias da USS, e para mandato de 02 (dois) anos.

  • Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação:
    Prof. Dr. Carlos Eduardo Cardoso
  • Coordenador do Mestrado em História Social:
    Profa. Dra. Irenilda R. Barreto de Rangel M. Cavalcanti
  • Coordenador do Mestrado Profissional em Educação Matemática:
    Prof. Dr. Carlos Vitor de Alencar Carvalho
  • Coordenador do Mestrado Profissional em Ciências Ambientais:
    Prof. Dr. Vinícius Marins Carraro
  • Vice-Coordenador do Mestrado Profissional em Ciências Ambientais:
    Prof. Dr. Paulo Cesar Rodrigues Cassino
  • Coordenador de Pesquisa:
    Profa. Dra. Marise Maleck de Oliveira
  • Coordenador de Pós-Graduação Lato Sensu:
    Prof. Me. Átila Indalécio Marques Alves
  • Coordenador do Núcleo de Apoio a Pesquisa Extensão / NAPE - HUSF:
    Profa. Me. Sandra Maria Barroso Werneck Vilagra
  • Coordenador do Núcleo de Apoio à Pesquisa e Extensão / NAPE - USS:
    Profa. Dra. Marise Maleck de Oliveira
  • Coordenador da Comissão Ética em Pesquisa - CEP:
    Profa. Me. Seliane Silva Ramos
  • Coordenador do Comitê de Ética em Utilização de Animais - CEUA:
    Prof. Dr. Marcelo Flores Catelli
  • Editor-Chefe das Revistas Online da USS:
    Profa. Dra. Maria Fernanda de Mello Costa
  • Representante da Pró-Reitoria de Ciências Médicas:
    Prof. Dr. Carlos Alberto Behring
  • Representante da Pró-Reitoria de Ciências Tecnológicas, Sociais e Aplicadas:
    Profa. Me. Margareth Fernandes
  • 1º Representante dos Pesquisadores:
    Prof. Dr. José Leandro Casa Nova Almeida
  • 2º Representante dos Pesquisadores:
    Prof. Dr. Eduardo Tavares Lima Trajano
  • Coordenador do Programa Ciência sem Fronteiras:
    Profa. Me. Maria Fernanda Caravana de C. Moraes Ricci
  • Representante da Pró-Reitoria de Extensão e Relações Interinstitucionais:
    Profa. Me. Melissa Manna Marques
  • Eleição realizada de 25 de abril a 08 de maio de 2016.

Editais

Eventos Científicos

Os certificados a partir do VI ENIC, estão disponíveis na Secretaria da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, no Campus da USS - Vassouras-RJ.

Comitê de Ética em Pesquisa (CEP)

O Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) é um órgão colegiado interdisciplinar e independente, com "munus público", de caráter consultivo, deliberativo e educativo, que deve existir nas instituições que realizam pesquisas envolvendo seres humanos no Brasil, criado para defender os interesses dos sujeitos da pesquisa em sua integridade e dignidade e para contribuir no desenvolvimento da pesquisa dentro de padrões éticos (Normas e Diretrizes Regulamentadoras da Pesquisa Envolvendo Seres Humanos - Res.466/2012).

O CEP é responsável pela avaliação e acompanhamento dos aspectos éticos de todas as pesquisas envolvendo seres humanos. Sua missão é salvaguardar os direitos e a dignidade dos sujeitos da pesquisa. Além disso, o CEP contribui para a qualidade das pesquisas e para a discussão do papel da pesquisa no desenvolvimento institucional e no desenvolvimento social da comunidade.

O CEP da Universidade Severino Sombra foi criado e registrado junto à Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (CONEP), em 2000. Atualmente o Comitê é formado por dezessete participantes de diversas áreas de atuação, além de um representante dos usuários da instituição.

Ofício Circular nº 304/2013 e Carta Circular nº 211/2013

Calendário de Reuniões:

1º Semestre 2017

Arquivos para Download:

Comitê de Ética em Pesquisa:

  • Endereço: Av. Expedicionário Oswaldo de Almeida Ramos, nº 280, Centro - Vassouras / RJ
  • CEP: 27700-000
  • E-mail: cep@uss.br
  • Secretária: Sirlei F. Soares.

Membros do (CEP)

Nome Área Maior titulação
1 - Profª. Seliane Silva Ramos (Coordenadora) Fisioterapia Mestre
2 - Prof. Sileno Corrêa Brum (Vice Coordenador) Odontologia -
3 - Prof. Alan Gomes Miranda Biologia/Ciências do Ambiente/Perito Criminal/Engenharia Ambiental Mestre
4 - Profª. Fatima Niemyer da Rocha Psicologia Social/ Mestre em Historia Doutor
5 - Prof. Marcos Antonio Mendonça Medicina Mestre
6 - Profª. Marise Maleck de Oliveira Mestrado em Ciências Ambientais / Biologia -
7 - Profª.Suzana Medeiros Batista Amorin Pedagogia Mestre
8 - Marcelo Flores Catelli Biomédico Doutor
9 - Maria Cristina Rodrigues Teixeira Representante de usuário -
10 - Profª Me Melissa Manna Marques. Farmácia Mestre

Projetos de Pesquisa

- Procedimentos para submissão de propostas de projeto de pesquisa - Este roteiro irá lhe fornecer o passo a passo para o encaminhamento para análise de um proposta de projeto de pesquisa.

  • Tipos de projetos de pesquisa:
  • - Individual - realizado por apenas um pesquisador;
  • - Integrado - realizado por mais de um pesquisador.

- Tabela de Áreas do Conhecimento - CNPq - Através da consulta nesta tabela, o pesquisador definirá a área em que está a sua proposta de pesquisa de acordo com a CAPES.

  • Para envio da proposta são necessários os seguintes documentos:
  • - Formulário para envio de proposta de Projeto de Pesquisa- Através deste formulário, o proponente poderá enviar via online o projeto de pesquisa para análise, com a orientação da forma de inclusão de cada informação baixo:
    • 1. Tipo de Projeto de Pesquisa:
    • 2. Título:
    • 3. Autor(es):
    • 4. E-mail dos Autores:
    • 5. Resumo:
    • 6. Introdução:
    • 7. Justificativa e Relevância:
    • 8. Objetivo Geral:
    • 9. Objetivos Específicos:
    • 10. Metodologia e Viabilidade:
    • 11. Recursos Materiais:
    • 12. Cronograma de execução:
    • 13. Referências:

- CP1- Formulário de Cadastro do Projeto de Pesquisa - Formulário para registro do projeto de pesquisa, constando de coordenador, data de início, resumo, local de realização da atividade etc.

Projetos que envolvam pesquisa com seres humanos deverão submeter também Comitê de Ética em Pesquisa da USS. Plataforma Brasil - http://aplicacao.saude.gov.br/plataformabrasil/login.jsf

Projeto que envolvam pesquisa com animais deverão submeter à Comissão de Ética no Uso de Animais em Pesquisa da USS.

- CP2- Formulário para Inclusão de Pesquisador - Formulário destinado ao registro da participação do(s) professor(es) que irão compor a equipe do projeto de pesquisa. A participação de pesquisador externo deve ser feita através de requerimento modelo abaixo:

- Requerimento para Pesquisador externo.

- CP3- Formulário para Indicação de Aluno para Atividade de Iniciação à Pesquisa - Formulário destinado ao registro da participação de aluno(s) de Graduação nas modalidades de Iniciação Científica - IC e Iniciação Tecnológica e Inovação - ITI; de Lato Sensu (Especialização) e Stricto Sensu (Mestrado), Egressos na modalidade Capacitação Técnico-Científica - CTC, alunos do Colégio de Aplicação/USS e Escolas privadas conveniadas - a partir do 8º ano do Ensino Fundamental na modalidade de Iniciação Científica, Tecnológica e Inovação Júnior - ICTI-JR e Escolas Estaduais - a partir do 2º Ano do Ensino Médio no Projeto Jovens Talentos para a Ciência da FAPERJ/CECIERJ.

Observação: Sem este formulário de indicação, não existe vínculo discente no projeto de pesquisa, inviabilizando a expedição de declaração ou certificado de participação no projeto de pesquisa.

- Modelo de Plano de Trabalho - IC, ITI, CTC - Modelo de plano de trabalho destinado aos alunos de Graduação, Pós-Graduação Lato e Stricto Sensu e Egressos.

- Modelo de Plano de ICTI-JR e Jovem Talento FAPERJ - Modelo destinado aos alunos do Ensino Fundamental e Ensino Médio.

- Formulário de Envio de relatório de Pesquisa - Este formulário possibilita o envio online dos resultados da pesquisa e a orientação da forma de inclusão de cada informação abaixo:

  • Título de Projeto
  • Autores
  • E-mail dos Autores
  • 1) Introdução
  • 2) Metodologia
  • 3) Resultados
  • 4) Produção Científica
  • 5) Referências

Laboratórios

1. Laboratório de TDAH (Portaria R. Nº 064 de 03 de setembro de 2014).

O Laboratório de TDAH tem por objetivo estudar o Transtorno do Déficit de Atenção / Hiperatividade diagnosticado em crianças e adolescentes. Os sujeitos da pesquisa serão crianças do Ensino Fundamental da Rede Municipal de Ensino, vinculada à Secretaria Municipal de Educação/Prefeitura Municipal de Vassouras-RJ. Quanto ao cenário do estudo o Curso de Medicina da Universidade Severino Sombra Vassouras - RJ., serão utilizadas a estrutura disponibilizada por cada escola envolvida da rede municipal e as dependências próprias. Estão vinculados na pesquisa, professores-pesquisadores e alunos de Iniciação Científica do Cursos de Graduação da USS, pesquisadores externos e alunos da Rede Estadual de Ensino Público, que participam do

Programa Jovens Talentos para a Ciência da FAPERJ/CECIERJ.

2. Laboratório de Insetos Vetores (LIV-USS) /Entomologia e Malacologia de Parasitos e Vetores (Apoio FAPERJ) (Resolução R. Nº 012 de 09 de maio de 2012 e Portaria Nº 065 de 03 de setembro de 2014).

O LIV-USS foi criado em 2004 e credenciado em 2012. O LIV-USS desenvolve e coordena projetos de pesquisas relacionados ao grupo de pesquisa/CNPq: "Produtos Naturais bioativos e vetores de importância médica e agrícola", e possui três linhas de pesquisa: Dinâmica populacional de insetos vetores de importância médica; Produtos naturais de plantas e controle de vetores de doenças e pragas; e educação antidengue. O LIV-USS conta na equipe com a participação de professores pesquisadores, estudantes IC, capacitação técnico-científica, e envolve os cursos de Graduação na área da saúde e ambiente, Ensino Médio do Programa Jovens Talentos para a Ciência da FAPERJ/CECIERJ, Curso de Mestrado Profissional em Ciências Ambientais da USS, além da parceria com pesquisadores vinculados a Instituições públicas. O LIV/USS também realiza atividades de extensão no município de Vassouras e nas cidades vizinhas, com apresentação em praça pública do "Aedes na praça" e "Educação antidengue: na rota do mosquito", a fim de conscientizar a população em geral e formar multiplicadores no controle do mosquito e prevenção da dengue.

3. Laboratório de Bionomia de Insetos (LABIN) (Resolução R. Nº 013 de 09 de maio de 2012).

O Laboratório de Bionomia de Insetos (LABIN) tem como objetivo o levantamento de Insetos Bioindicadores (Coleóptera e Hymenoptera) em Fragmento de Floresta Atlântica e o estudo dos insetos fitoparasitos e inimigos naturais de culturas orgânicas, objetivando a transferência de tecnologia para cultivo convencional de Plantas Cítricas de Cultivo Orgânico na região Centro Sul Fluminense. Participam de suas atividades professores-pesquisadores dos Cursos de Graduação da USS, alunos de Iniciação Científica com bolsa da FAPERJ e CNPq, alunos do Curso de Mestrado Profissional em Ciências Ambientais e alunos da rede estadual de ensino, vinculados ao Programa Jovens Talentos para a Ciência da FAPERJ/CECIERJ.

4. Laboratório de Biomorfologia e Patologia Experimental (LBPE) (Resolução R. Nº 020 de 16 de maio de 2012).

O Laboratório de Biomorfologia e Patologia Experimental (LBPE), tem como objetivo estudar a partir da hipótese de que a desnutrição protéico-calórica (DPC) através de um modelo experimental de restrição alimentar interfere na densidade morfometria cardíaca de camundongos C57BL/6. Como também estudar a inflamação pulmonar induzida pela hiperóxia através dos mecanismos de dano oxidativo, desequilíbrio redox e morfometria pulmonar e ainda a úlcera de pressão é uma lesão cutânea encontrada com maior frequência nos hospitais, tanto do setor público ou privado, é um problema de saúde pública que está relacionado diretamente com o índice de morbi-mortalidade nos hospitais. A medicina natural vem ganhando espaço na prática dos hospitais e se mostram muito eficazes e com uma melhor resposta do paciente, o presente estudo tem como objetivo investigar o efeito do extrato da Achillea Millefolium L. (Asteraceae) durante uma cicatrização excisional cutânea de camundongo. O laboratório conta com a participação de professores-pesquisadores e alunos de Iniciação Científica dos Cursos de Graduação da USS. Floresta Atlântica e o estudo dos insetos fitoparasitos e inimigos naturais de culturas orgânicas, objetivando a transferência de tecnologia para cultivo convencional de Plantas Cítricas de Cultivo Orgânico na região Centro Sul Fluminense. Participam de suas atividades professores-pesquisadores dos Cursos de Graduação da USS, alunos de Iniciação Científica com bolsa da FAPERJ e CNPq, alunos do Curso de Mestrado Profissional em Ciências Ambientais e alunos da rede estadual de ensino, vinculados ao Programa Jovens Talentos para a Ciência da FAPERJ/CECIERJ.

5. Laboratório de Pesquisa de Bioecologia e Ectoparasitos (Portaria R. Nº 066 de 03 de setembro de 2014).

O Laboratório de Pesquisa de Bioecologia e Ectoparasitos criado em 2014, tem como objetivo a realização de pesquisas acerca da biologia e epidemiologia de ectoparasitos prevalentes na região Centro Sul Fluminense, com maior ênfase em insetos da família Calliphoridae (moscas varaejeiras). Participam de suas atividades professores-pesquisadores dos Cursos de Graduação da USS, alunos de Iniciação Científica com bolsa do CNPq, alunos do Curso de Mestrado Profissional em Ciências Ambientais, além de alunos não bolsistas dos cursos de graduação da área biomédica da USS.

6. Laboratório de Microbiologia Geral da Fazenda Experimental (Portaria R. Nº 067 de 03 de setembro de 2014).

O Laboratório de Microbiologia Geral da Fazenda Experimental/Campus Barreiros, criado em 2014, tem como objetivo desenvolver pesquisas acerca dos micro-organismos de importância médico-veterinária, principalmente os envolvidos em zoonoses; Realizar análises de isolamento e identificação de micro-organismos de amostras oriundas de animais atendidos no hospital de pequenos e grandes animais dando suporte à terapia antimicrobiana; Dar suporte às aulas didáticas vinculadas às disciplinas de graduação e pós-graduação (bacteriologia, micologia e virologia) da área da saúde. As linhas de pesquisa do laboratório são Detecção dos Fatores de Virulência e Perfil de Suscetibilidade antimicrobiana de Staphylococcus ssp. Isolados de mastite bovina na região Sul Fluminense (credenciado); Identificação de fungos micotoxigênicos em ração de animais de produção; Isolamento e avaliação do perfil de suscetibilidade antimicrobiana a partir de urocultura de gatos domésticos. A equipe é constituída por docentes da área de Microbiologia, discentes de projeto de pesquisa dos cursos de Medicina veterinária e Biomedicina e pela monitoria da disciplina de Doenças Infecciosas.

7. Laboratório de Pesquisa em História da Educação Matemática - LaPHEM (Apoio FAPERJ) (Resolução R. Nº 016 de 09 de maio de 2012).

O LaPHEM surgiu como desdobramento de pesquisas que já vinham sendo desenvolvidas desde 2010 em História da Educação Matemática como sublinha de investigação, dentro do Grupo de Pesquisa Educação Matemática, Cultura e Cidadania na USS (GPEMCC), e atualmente, possui algumas pesquisas em parceria com o Grupo de Pesquisa de História da Educação Matemática (GHEMAT). O LaPHEM está vinculado à linha de pesquisa Organização Curricular e Formação de Professores. As pesquisas desenvolvidas pelo Laboratório se pautam em base teórico-metodológica da Nova História Cultural, detendo-se mais particularmente em História das Disciplinas Escolares. A equipe é constituída por pesquisadores externos, professores/pesquisadores da USS, alunos do Mestrado Profissional em Educação Matemática e do Programa Jovens Talentos para a Ciência da FAPERJ/CECIERJ.

8. Laboratório de Construção do Saber Matemático para as Classes Iniciais do Ensino Fundamental (LACSMAT) (Apoio FAPERJ) (Resolução R. Nº 015 de 09 de maio de 2012).

O objetivo do laboratório é a melhoria do ensino na Escola, nos segmentos educação infantil e anos iniciais do ensino fundamental, a partir da discussão sobre as diferentes linguagens como práticas sociais, envolvendo a linguagem matemática, articuladas às Tecnologias de Informação e Comunicação com abordagem lúdica e contextualizada, com as características da região sul fluminense, onde se localiza a Universidade Severino Sombra (USS), de onde provêm os pesquisadores. Está vinculado à linha de pesquisa Organização Curricular e Formação de Professores. O Laboratório realiza de oficinas, cursos de formação continuada e a implantação de um centro de estudos para melhor formação dos graduandos e mestrandos da USS, oferecendo formação continuada para comunidade docente atuante na escola básica da região sul fluminense, e ao mesmo tempo oferecendo um espaço alternativo de aprendizagem aos alunos dos segmentos em pauta. Essa integração entre a Universidade e a Escola apresenta-se como estratégia para apoiar e fomentar projetos com o uso da TIC e o uso de jogos na aprendizagem da matemática; para atividade lúdica que favorece o desenvolvimento da percepção, inteligência, tendências à experimentação e sentimentos sociais da criança. Sua equipe é formada por professores/ pesquisadores da USS, alunos do Curso de Mestrado Profissional em Educação Matemática e alunos da rede pública estadual vinculados ao Programa Jovens Talentos para a Ciência da FAPERJ/CECIERJ.

9. Laboratório EUCLIDES (Apoio FAPERJ) (Resolução R. Nº 014 de 09 de maio de 2012).

O Laboratório de Pesquisa, Desenvolvimento e Utilização de Softwares educacionais. Possui computadores com a infraestrutura necessária para a produção e desenvolvimento de softwares educacionais e materiais didáticos computacionais para a área de ensino de ciências e matemática. Está vinculado a linha de pesquisa Metodologias e tecnologias de informação aplicadas ao ensino de matemática. Em sua equipe constam alunos de Iniciação Científica e Iniciação Tecnológica com bolsa da FAPERJ e do CNPq.

10. Laboratório Atlanticus: Dedicado à História Moderna dos Países Ibéricos (Resolução R. Nº 022 de 16 de maio de 2012) (Apoio FAPERJ). DESATIVADO

A proposta do grupo gira em torno da construção de um espaço fundamental para compreensão da época moderna, entendendo-o como fator decisivo na composição dos principais impérios. Dessa forma, constitui-se numa iniciativa dos professores do Programa de Mestrado em História da Universidade Severino Sombra como parte de um esforço em fomentar pesquisas interuniversitárias, nomeadamente sobre a Época Moderna, período capital para o entendimento do que se denominou mundialização. Linhas de pesquisas: Estudos sobre territorialização e representações das relações de poder; e Rede de Estudos sobre Impérios Ibéricos.

11. Laboratório de Territórios e Fronteiras, Espaços e Política (Resolução R. Nº 023 de 16 de maio de 2012) (Apoio FAPERJ). DESATIVADO

O grupo de pesquisa "Laboratório de Territórios e Fronteiras, Espaços e Política" agrega pesquisadores da área de História e de áreas afins, oriundos de diferentes instituições que compartilham do interesse pela história política. O grupo tem funcionado como um espaço de discussão teórica e metodológica para o qual muito tem contribuído o seu caráter transdisciplinar e a variedade de recortes temporais contemplados pelos seus pesquisadores. Se por um lado, existe uma convergência dos pesquisadores em torno de alguns temas centrais, por outro lado, o grupo se desdobra em três sub-grupos (linhas de pesquisa), o que permite uma reflexão mais direcionada para os projetos de pesquisa, discentes e docentes, agrupados em cada linha. Linhas de pesquisas: Cultura Política e Sociedade, Estado, Instituições e Relações de poder, e Intelectuais, Pensamento e Representações Políticas

12. Laboratório de História do Tempo Presente - LAHTEMP (Apoio FAPERJ) (Resolução R. Nº 021 de 16 de maio de 2012) DESATIVADO

O Laboratório de História do Tempo Presente (LAHTEMP tem como objetivo compreender o Brasil, a América Latina e o mundo através do estudo de suas sociedades, instituições, políticas e culturas; prioritariamente do pós-1945 aos dias atuais. O objetivo é contribuir com o corpo de debates através de temáticas como os regimes autoritários, além de seus processos de redemocratização; o Estado e suas instituições civis e militares; a pós-modernidade; a globalização e a nova ordem mundial; a nova esquerda na América Latina e no mundo; a crise do capitalismo e o Mundo do Trabalho; o consumo da memória e o uso político do passado; os traumas e silêncios da história; o crescente debate sobre a informação, o papel do arquivo e a atuação das mídias na sociedade civil; o papel público da história e seus novos desafios no século XXI. Possui como linhas de pesquisa: Estado, Regiões e Instituições; e Memória, Culturas Políticas e Sociedade

13. Laboratório de Estudos de História Social da Cultura (LEHSC) (Apoio FAPERJ) (Certificação pelo Colegiado de Pesquisa, conforme ata de reunião de 08 de Agosto de 2013). DESATIVADO

O Laboratório de Estudos de História Social da Cultura (LEHSC) é herdeiro direto do Laboratório sobre Sociedade e Cultura (LESC) organizado em 2002, na mesma instituição, e que desenvolveu ao longo de 10 anos pesquisas com temas onde se articulam a História Social e a História Cultural. O (LEHSC) optou pela abordagem da História Social da Cultura como fio condutor das análises sobre: cultura urbana, religiosidade, cultura política, relações de poder, história social do trabalho e a questão da identidade. Neste sentido, o Laboratório de Estudos de História Social da Cultura (LEHSC) se insere na moderna história cultural, onde a preocupação com o papel das classes sociais ou mesmo a noção de conflito social está presente ao lado de interpretações voltadas para o cotidiano das sociedades. Marcando, assim, a característica de uma história plural. Possui como linhas de pesquisa: Cultura, Poder e Representação; Historiografia e Sociedade; e Identidade e Subjetividade.

Modelo de Convênio

Projetos de Pesquisa

  • O Núcleo de Apoio à Pesquisa foi criado para auxiliar professores e alunos na elaboração de propostas de projetos de pesquisa e de artigos científicos. Para efetivar esta proposta foram criados três núcleos no Campus da Universidade Severino Sombra:

  • NAPE - HUV - Núcleo de Apoio à Pesquisa destinado aos professores e alunos do Hospital Universitário Sul Fluminense.
  • - HUSF - Regulamento

  • NAPE - Vassouras- Este regulamento define a política de incentivo à Pesquisa dos professores e técnico-administrativos a partir da titulação acadêmica exigida.
  • - NAPE - Vassouras - Regulamento
  • Profª. Me. Sandra Maria Barroso Werneck Vilagra

Comitê

Científico Institucional - O Comitê Científico Institucional - é formado por pesquisadores da USS, destinado à avaliação de propostas de projetos de pesquisa e de trabalhos de eventos científicos.
Científico Externo - O Comitê Científico Externo - é formado por pesquisadores de Instituições nacionais e estrangeiras, destinado à avaliação de propostas de projetos de pesquisa e de trabalhos de eventos científicos.
Externo PIBIC/PIBITI - O Comitê Externo do PIBIC/PIBITI é formado por pesquisadores doutores bolsistas de produtividade do CNPq (Conselho Nacional de Pesquisa Científica) de instituições nacionais, destinado ao acompanhamento e avaliação anual dos alunos do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) do CNPq e do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Tecnológica e Inovação (PIBITI) do CNPq.
Institucional PIBIC/PIBITI - O Comitê Institucional do PIBIC/PIBITI é formado por pesquisadores doutores da USS, destinado ao acompanhamento e avaliação anual dos alunos do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) da FUSVE/USS e do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Tecnológica e Inovação (PIBITI) da FUSVE/USS.

Links Uteis

Contato

  • Pró-reitor de Pesquisa e Pós-graduação: Prof. Dr. Carlos Eduardo Cardoso
  • Coordenadora de Pesquisa: Profa. Dra. Marise Maleck de Oliveira
  • Horário de atendimento: segunda à sexta-feira - 8h às 12h - 13:30h às 18h.
  • Ligue:+55 (24) 2471 8351
  • Email: coord.pesquisa@uss.br

Cadastre-se em nossa newsletter e receba novidades!